Lula viaja amanhã para Chile e Equador

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá pernoitar hoje em São Bernardo, na residência de sua família, e amanhã viajará ao Chile e ao Equador, regressando ao Brasil na próxima quarta-feira. O presidente deve chegar às 22h30 a Santiago do Chile, horário local (uma hora a menos em relação à Brasília) e na manhã de segunda, às 8h30, tomará o café da manhã com o presidente chileno Ricardo Lagos. Além de encontro privado e reunião de trabalho com Lagos, que serão marcados pela assinatura de acordos de cooperação entre Brasil e Chile, a agenda de Lula prevê visitas aos presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados do Chile, ao presidente da Corte Suprema, Marcos Libedinsky, e ao prefeito de Santiago, Joaquín Lavín. Ainda na segunda-feira, Lula terá um encontro com o presidente da Central Única dos Trabalhadores do Chile, Arturo Martínez, receberá representantes da comunidade brasileira residente em Santiago e participará de jantar oferecido pelo presidente Ricardo Lagos. Na terça-feira, Lula tomará o café da manhã com empresários no Hotel Sheraton Santiago, onde também fará a abertura do Seminário Como Fazer Negócios com o Brasil. Seu último compromisso em Santiago será a participação, em companhia de Ricardo Lagos, de um encontro de famílias do Programa Chile Solidário. Às 13 horas, o presidente brasileiro embarcará para Quito, no Equador. Hoje, em Porto Alegre, durante a palestra aos funcionários da indústria Tevah, o presidente sugeriu a criação de prêmios, "uma espécie de Oscar", para prefeitos e governadores que cumprirem as metas do milênio, propostas pela ONU para erradicar a pobreza absoluta e a fome até 2015.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.