Lula vê crise 'com cautela' e diz que país não depende dos EUA

O presidente Luiz Inácio Lula daSilva afirmou que o governo brasileiro acompanha "com lupa" aameaça de recessão nos Estados Unidos, mas manifestou confiançana economia brasileira, principalmente pela diversificação nasrelações comerciais. "Nós estamos olhando com cautela. Não queremos que umacrise americana, que não fomos nós que causamos, crie problemaspara o Brasil." Lula admitiu que, pela importância de sua economia, umarecessão nos EUA traria problemas a muitos países, masressaltou que o Brasil não está mais tão atrelado aos EstadosUnidos. "Não dependemos de um país ou de dois países. Temos relaçãocomercial muito diversificada, que vai da Argentina à China, daÍndia à Colômbia, da Venezuela ao Vietnã, do Equador aos paísesafricanos", disse Lula a jornalistas, nesta quinta-feira, emFoz do Iguaçu, onde esteve para acordo de construção doalcoolduto Campo Grande-Paranaguá. "Obviamente, precisamos ter muito cuidado, pois já tivemosproblemas antes que não queremos que se repitam no Brasil",acrescentou Lula, referindo-se a outras crises externas, quetiveram forte impacto na economia brasileira. Lula minimizou a turbulência nas bolsas de valores, queconsiderou não ser "tão anormal", e disse que o importante éter consciência de que existe uma crise nos EUA que afeta osistema financeiro.(Reportagem de Mair Pena Neto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.