Lula vê 2o grande passo contra pobreza em novo programa social

No lançamento do programa "Territóriosda Cidadania", que prevê investimento de mais de 11 bilhões dereais em locais de baixo Índice de Desenvolvimento Humano(IDH), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que esseé o "segundo grande passo para acabar com a pobreza" no Brasil,depois do Bolsa Família. Para Lula, o novo programa é "o mais extraordinário" jáfeito no Brasil, combinando políticas de oportunidades epolíticas sociais, e deverá completar a distribuição de rendapromovida pelo Bolsa Família em municípios mais isolados. "Muitas vezes eu penso que é mais fácil para as pessoas quecadastram, cadastrar no perímetro urbano da cidade, do quepercorrer um município grande, ir lá no fim daquele municípioprocurar alguém pobre para colocar no Bolsa Família. Eu esperoque o Territórios faça essa complementação e que a genteconsiga, definitivamente, fazer com que essa gente tenha vez nonosso país", disse o presidente no evento de lançamento. Ao lado de auxiliares e governadores, Lula afirmou que aexecução do novo programa dependerá de parcerias e que, porisso, "as pessoas vão ter de estar de corpo e alma presentes". "Não é possível fazê-lo dar certo daqui de Brasília. OBolsa Família, você consegue fazê-lo dar certo pela eficáciaque o Ministério montou, nos acordos com a Caixa EconômicaFederal, em que o presidente da República não sabe quem recebe.Mas este (não dá)", comparou. Neste ano, 60 territórios, com 958 municípios habitados por24 milhões de pessoas, devem ser beneficiados pelo programa.Quase 8 milhões deles vivem em regiões rurais. (Texto de Maurício Savarese; Edição de Mair Pena Neto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.