Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Lula vai viajar o Brasil levando mensagem de otimismo, diz líder da Força Sindical

Segundo Miguel Torres, o ex-presidente acredita haver espaço para que o País volte a crescer no curto prazo; petista já havia pedido que Dilma também 'converse com o povo'

José Roberto Castro, O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2015 | 12h48

SÃO PAULO - Depois de se encontrar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde dessa quarta-feira, 29, o presidente da Força Sindical, Miguel Torres, disse que o petista planeja tirar do papel nas próximas semanas sua série de viagens pelo Brasil. Lula, que pediu já publicamente que a presidente Dilma Rousseff "converse com o povo", planeja discutir a atual crise em suas viagens e levar uma mensagem de otimismo a seus interlocutores.

"Ele disse que acha que há espaço para a volta do crescimento no curto prazo. Vai sair, vai debater o Brasil. Eu acho que ele vai ter muito trabalho", comentou o presidente da Força Sindical.

Miguel Torres fez campanha para Aécio Neves em 2014 e é aliado do deputado Paulinho da Força (SD-SP), defensor do impeachment, e fez questão de diferenciar as gestões de Lula e Dilma. "O Lula sempre foi aberto ao diálogo, a Dilma não conversa nem nas agendas positivas. Ela convida na véspera, parece que é para a gente nem ir", reclama.

O presidente da Força Sindical disse que pediu também uma audiência com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a quem pretende relatar as dificuldades na economia e na política, como fez com Lula. "Essa crise, ou nós achamos um entendimento para ela, ou não vamos sair".


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.