Lula vai revelar nomes de contrários à reforma tributária

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, em discurso de improviso no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que pretende revelar os nomes de todos os empresários, governadores e parlamentares que atrapalharem a tramitação da reforma tributária no Congresso. "Dessa vez, vamos deixar claro quem não quer votar a reforma tributária. Vamos ter de dar nomes aos bois", disse. Lula lembrou que em 2003 muitos fizeram discurso favorável à proposta de reforma tributária entregue diretamente por ele ao Congresso. Mas depois, ninguém quis votar. "E a culpa (da não aprovação) ficou com o governo.""Agora, vamos dizer que tal pessoa não quer a política tributária, que tal deputado está atrapalhando, tal ministro está atrapalhando, tal empresário está atrapalhando e tal governador não quer", afirmou Lula. Para o presidente, a proposta a ser apresentada está bem trabalhada. "Certamente, não esperem consenso, porque não vai ter consenso." E completou: "Em política tributária, futebol e religião, o dia em que tiver consenso é porque o mundo está próximo de acabar."Lula reclamou dos interesses corporativos de setores da política e da economia. "O dado concreto é que em algum momento vamos ter de abrir mão de nossas intenções corporativas e pensar um pouco no futuro do País." Segundo ele, o governo pretende apresentar um instrumento de compensação financeira para eventuais Estados que tiverem perda de receita com a aprovação da proposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.