Lula vai procurar oposicionistas para propor coalizão

Em encontro nesta sexta-feira no Palácio do Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou aos senadores peemedebistas Renan Calheiros (AL), presidente do Senado, e José Sarney (AP), que irá procurar líderes da oposição para conversar sobre a proposta de formação de um governo de coalizão. Segundo Renan, Lula mencionou especificamente o nome do presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissatti (CE), entre os oposicionistas com os quais tentará um entendimento.Para a próxima quarta-feira, está previsto um encontro de Lula com o presidente do PMDB, deputado Michel Temer (SP). Segundo o senador alagoano, Lula pretende conversar também com o deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), que anunciou a intenção de se candidatar à presidência da Câmara.De acordo com o relato de Renan, o presidente da República reiterou que vai esperar "o máximo" de tempo para fazer mudanças na equipe e insistiu na necessidade de formação de um governo de coalizão com os partidos políticos em torno de propostas de reformas para promover o crescimento econômico. Lula está concluindo reuniões com as áreas econômica e de infra-estrutura para definir as medidas que irá propor aos partidos."Quanto mais o presidente conversar, melhor", disse Renan. O senador elogiou a intenção de Lula de adiar ao máximo a renovação da equipe: "Eu acho que o presidente está certo em delongar ao máximo a composição do governo." Renan disse que uma das possibilidades seria a de Lula aguardar a eleição dos presidentes da Câmara e do Senado e a montagem da base aliada no Congresso para depois fazer a divisão de cargos com os partidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.