Lula vai à despedida de Ramez Tebet em Três Lagoas

O corpo do senador Ramez Tebet (PMDB-MS) chegou no início da tarde deste sábado, 18, a Três Lagoas (MS), cidade natal do político. Um cortejo fúnebre passou pelas avenidas da cidades e seguiria para o ginásio de esportes Professora Cacilda Rocha. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria chegar ao velório por volta das 15 horas (horário de MS).Tebet morreu no início da madrugada deste sábado, de câncer, aos 70 anos. Ele vinha se tratando havia 20 anos.Por causa da participação do presidente no velório, um forte esquema de segurança foi montado. Eram esperadas ainda a presença de senadores, deputados federais e estaduais. O sepultamento estava marcado para às 18 horas.Durante toda a madrugada, desde as 2 horas, pelo menos 500 pessoas permaneceram no saguão da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, velando o corpo do senador.Em seguida, em carro do Corpo de Bombeiros, o caixão foi transportado para o Aeroporto Internacional de Campo Grande, de onde seguiu para Três Lagoas, a 470 quilômetros da capital, região leste de Mato Grosso do Sul.No início do dia, Lula divulgou nota lamentando a morte, lembrando que o senador foi "um homem que sempre soube honrar o mandato que o povo lhe confiou". No texto, o presidente lembra "seu equilíbrio, correção e a permanente busca pelo entendimento", características que fizeram dele "pessoa respeitada e querida por todos".Luto oficialO secretário geral do PMDB, Valter Pereira de Oliveira, suplente do senador, afirmou que "a população brasileira ficou mais pobre com a morte do parlamentar e o Congresso Nacional perdeu um dos seus mais expressivos líderes".O governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, decretou luto oficial por três dias no Estado. "Mato Grosso do Sul despede-se de um de seus mais proeminentes líderes, cujo exemplo de dignidade pessoal e de absoluto devotamento ao interesse coletivo, ao longo de mais de 40 anos de vida pública, estará para sempre inscrito como honroso capítulo de nossa história".Tebet sofria de câncer havia 20 anos. No último dia 30, deixou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para passar o resto de seus dias junto da família em Campo Grande, onde morreu.Durante toda a sexta-feira, passou em coma e no final da tarde os médicos esgotaram todos os recursos para melhorar a saúde do senador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.