Lula testemunhará para Dirceu em processo

Presidente vai responder por escrito a solicitação feita por juíza federal

Tânia Monteiro, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

11 de setembro de 2009 | 00h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai responder, por escrito, ao ofício que chegou ao Planalto, para testemunhar no processo que investiga o escândalo do mensalão. Lula foi arrolado como testemunha pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. O documento, que deu entrada na Casa Civil em 18 de agosto, é assinado pela Juíza Pollyanna Kelly Martins Alves, da 12ª Vara Federal de Brasília, por delegação do relator do processo no STF, ministro Joaquim Barbosa. Não há data para o presidente mandar resposta.

Lula é arrolado como testemunha de defesa também dos ex-deputados Roberto Jefferson (PTB) e José Janene (PP).

A denúncia do mensalão foi acolhida pelo STF em agosto de 2007, pelo então procurador-geral da República Antonio Fernando de Souza. Nela, Souza afirma que foi montado um esquema que se especializou em "desviar dinheiro público e comprar apoio político", com o objetivo de "garantir a continuidade do projeto de poder" do PT.

Dirceu é citado como "principal articulador da engrenagem do esquema". Jefferson reponde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além desses crimes, Janene também é acusado de formação de quadrilha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.