Lula terá várias reuniões amanhã sobre regras de MPs

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrará amanhã de presidentes de partidos e líderes da base aliada lealdade na disputa que trava com a oposição, para não alterar as regras de tramitação das medidas provisórias. No encontro do conselho político, no Palácio do Planalto, Lula pedirá explicações sobre a aliança momentânea de parlamentares governistas com opositores para obstruir a pauta de votações e impedir a análise de MPs enviadas pelo governo.Enquanto tenta derrubar a proposta que enfraquece as medidas provisórias, instrumento de governo que não depende de análise prévia do Congresso para entrar em vigor, o Planalto quer acabar com rebeliões na base aliada visando postos na Câmara. É o caso da bancada do PR, partido aliado, que decidiu ajudar a oposição a trancar a pauta para exigir que o deputado Sandro Mabel (GO) seja indicado relator da comissão especial da reforma tributária. O PT insiste no nome do deputado Antonio Palocci (SP). Setores do PMDB também estão em disputa pela vaga.Durante todo o dia, Lula terá reuniões e audiências para discutir as mudanças nas regras de tramitação das medidas provisórias. Ele discutirá o assunto na reunião da manhã da coordenação política, que reúne os ministros mais influentes do governo, no encontro com os presidentes de partidos, logo depois, e numa terceira, no início da noite, com o ministro de Relações Institucionais, José Múcio, e líderes aliados.

LEONENCIO NOSSA E LUCIANA NUNES LEAL, Agencia Estado

23 de março de 2008 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.