Lula tenta evitar reeleição de candidato de Ciro

Roberto Cláudio (PDT) é o favorito para conquistar novo mandato em Fortaleza; campanha foi influenciada por disputa política nacional

Carmen Pompeu, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2016 | 05h00

Fortaleza - Entre os prefeitos com maior índice de aprovação do País, o pedetista Roberto Cláudio chega ao dia da votação como favorito na corrida pelo próximo mandato em Fortaleza.

A disputa na cidade, porém, deve ir ao segundo turno – Cláudio lidera as intenções de voto, com 38% votos válidos (que excluem brancos, nulos e indecisos), segundo pesquisa do Ibope divulgada ontem. O segundo colocado, Capitão Wagner (PR), tem 30%, enquanto a ex-prefeita Luizianne Lins (PT) tem 19%.

No decorrer da campanha, Cláudio conseguiu elevar de 35% para 44% a avaliação “ótima ou boa” de sua gestão na prefeitura e reduzir de 26% para 17% a avaliação “ruim ou péssima”, segundo pesquisas.

A campanha na capital cearense acabou sendo influenciada pelo cenário nacional, com a participação da família Gomes, nas carreatas de Roberto Cláudio, e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no palanque da petista Luizianne Lins.

Potencial presidenciável em 2018, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) teve presença mais ativa na campanha de Sobral, berço político da família, onde concorre o caçula dos irmãos, Ivo Gomes (PDT). Ciro, porém, agiu nos bastidores em favor de Roberto Cláudio. Já Lula esteve por duas vezes na cidade. A primeira no lançamento da candidatura de Luizianne e a segunda um dia após virar réu na Lava Jato.

Com mais chances de ir ao segundo turno, o deputado Capitão Wagner (PR) é apadrinhado político dos senadores Eunício Oliveira (PMDB) e Tasso Jereissati (PSDB).

Os outros candidatos na disputa são: Heitor Férrer (PSB), João Alfredo (PSOL), Ronaldo Martins (PRB), Tin Gomes (PHS) e Francisco Gonzaga (PSTU). 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.