Lula tenta convencer tchecos a participar do PAC

Presidente garante que economia brasileira voltou a crescer e que governo voltou a investir

JAMIL CHADE, Agencia Estado

12 de abril de 2008 | 11h58

O presidente Luis Inácio Lula da Silva garante que a economia brasileira voltou a crescer e o governo voltou a investir. Durante a visita à República Tcheca, o presidente apresentou ao governo local as obras do PAC e oportunidades de investimentos. O objetivo do encontro foi tentar convencer as empresas de construção da República Tcheca a participar das licitações. Veja também:Lula nega sinal verde a aumento dos jurosBrasil tem de negociar novo acordo de trigo, diz ministro"A economia brasileira voltou a crescer, a indústria brasileira voltou a crescer e o estado voltou a investir", afirmou Lula, que insistiu que o País "mudou muito" desde os anos 90. Os dois governos assinaram um acordo de cooperação econômica e industrial, incluindo temas como energia, obras públicas, transportes e biocombustíveis. Miguel Jorge, ministro do Desenvolvimento, admitiu que no curto prazo o acordo trará poucos resultados concretos. Mas os presidentes optaram por destacar a importância do ato. "Esse acordo é um início extraordinário do que vai ocorrer daqui para frente", afirmou Lula. "Temos um interesse iminente por um desenvolvimento das relações entre os nossos países", garantiu Vlaclav Klaus, que conta que a reunião com Lula tratou de projetos detalhados. Um deles foi o objetivo do setor aéreo tcheco de investir no Brasil."Mostrei a qualidade e quantidade de oportunidades de negócios que temos", afirmou Lula. Hoje, o comércio entre os dois países não passa de US$ 370 milhões por ano, mas Lula garante que esse volume vai aumentar diante dos novos acordos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.