Lula tem condições vencer qualquer adversário, diz Marinho

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou "ter segurança" de que a reação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas recentes pesquisas de opinião "é só o começo" e ainda minimizou a preferência pelo adversário tucano à sucessão. "O time que quer ser campeão não escolhe adversários; para nós qualquer um está bom", afirmou Marinho ao ser indagado sobre qual seria o candidato preferido dele entre os tucanos Geraldo Alckmin e José Serra.Marinho considerou que Lula "tem todas as condições de ir para a reeleição e ganhá-la", independente de quem sejam os concorrentes. "Nós estamos iniciando o quarto ano de governo de forma que os resultados começarão aparecer exatamente agora", afirmou o ministro, que participa hoje de aulas de abertura de cursos de qualificação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) no setor aeronáutico, nas cidades paulistas de Araraquara e São Carlos.O ministro admitiu ainda que o novo valor do salário mínimo de R$ 350, válido a partir de abril, vai ser uma das bandeiras da campanha de Lula à reeleição. "A sociedade brasileira deve enxergar o esforço do governo; não simplesmente para atender o compromisso do presidente Lula em campanha, mas, especialmente, para observar que nós teremos uma situação melhor no futuro", salientou.Marinho também comentou as investigações do seu ministério e pelo Ministério Público Federal que levaram ao afastamento de 12 funcionários por suspeita de irregularidades no contrato de informática para o programa Primeiro Emprego. De acordo com o ministro, apesar de divulgadas parcialmente na semana passada, as investigações devem se encerrar entre 45 e 60 dias. "A partir de então vamos tomar todas as decisões que convenham", concluiu.Marinho iniciou a visita hoje pela manhã aos pólos aeronáuticos paulistas pelas unidades da Embraer e da Kawasaki, em Gavião Peixoto. Ele deu aula para alunos do Senai, na vizinha Araraquara. Na cidade serão oferecidos cursos trainee de produção aeronáutica, chapeador e eletricista aeronáuticos. O ministro segue para São Carlos nesta tarde e acompanha o lançamento do curso inédito no País de técnico em manutenção aeronáutica, convênio entre a TAM, que tem um centro tecnológico na cidade, e o Senai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.