Lula, sobre conversa de Santoro: "é um fato muito grave"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou como "um fato muito grave" a conversa entre subprocurador-geral, José Roberto Santoro, e o empresário de jogo José Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, divulgada ontem pelo Jornal Nacional. Na conversa, Santoro tenta negociar um perdão a Cachoeira caso este entregasse a fita onde o ex-assessor da Presidência Waldomiro Diniz, pedia propina. A avaliação do presidente foi feita ontem numa reunião realizada à noite, no Palácio do Planalto, com os chamados ministros da casa. Lula, segundo um dos participantes da reunião, considerou a situação muito delicada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.