Lula se opõe a ''prestar contas''

Ao condecorar o ministro e ex-presidente do Tribunal de Contas da União Marcos Vilaça, com a medalha de 50 anos de "relevantes serviços" prestados à administração pública, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou, indiretamente, contrariedade com a CPI da Petrobrás aberta no Senado. "Hoje você (Vilaça) é ministro e eu sou presidente. Mas, daqui a um ano e meio, eu não sou mais presidente e vamos estar tomando uma água de coco com uma pituzinha (cachaça) lá em Pernambuco, sem prestar contas à imprensa, sem prestar contas a nenhuma CPI da Câmara ou do Senado, apenas prestando contas ao que nós vamos fazer no futuro", disse Lula, ao lado do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).A premiação de Vilaça com a medalha não foi uma iniciativa espontânea do presidente Lula. Ela atendeu a um pedido do próprio Vilaça, que mandou uma carta para o ministro da Justiça, Tarso Genro, pedindo para receber a homenagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.