Lula se encontra com Haddad e marqueteiro

Enquanto os adversários se perguntam quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrará "de sola" na campanha do pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, o presidente de honra do PT atua ativamente na discussão da pré-campanha do ex-ministro da Educação. O ex-presidente teve um encontro de aproximadamente uma hora nesta quarta-feira com Haddad no Instituto Lula, na zona sul da capital paulista. Ao lado do marqueteiro João Santana, que comandará a campanha, Lula e Haddad discutiram as estratégias para alavancar a candidatura petista e as aparições do ex-presidente. Ainda hoje, Lula conversará com o pré-candidato do PT à Prefeitura de Santo André, no ABC paulista, o deputado estadual Carlos Grana.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

09 de maio de 2012 | 14h14

Entre uma sessão de fisioterapia para recuperar a força muscular nas pernas e as sessões de fonoaudiologia - agora realizadas no Instituto Lula e não mais no Hospital Sírio-Libanês -, Lula vem costurando a política de alianças e orientando diretamente a campanha de Haddad. Segundo petistas, a única coisa sobre a qual Lula ainda não se debruçou foi o plano de governo que Haddad deve finalizar ainda este mês. "Ele está envolvido com o que é possível, que são as atividades de bastidor", revelou o presidente estadual do PT, deputado Edinho Silva.

Como o ex-ministro ainda não pode sair nas ruas pedindo voto, Lula vem conversando pessoalmente com Haddad para prepará-lo para o embate eleitoral. Desde concluiu o tratamento contra o câncer na laringe, ele e Haddad apareceram juntos publicamente em três ocasiões, em menos de um mês: na inauguração do CEU em São Bernardo do Campo (em 14 de abril), no lançamento do filme de Ricardo Stuckert em Brasília (no dia 25 de abril) e na concessão do título de Honoris Causa conferido por cinco universidades do Rio de Janeiro, na última sexta-feira. Quando estiveram juntos em Brasília, Lula não só jantou com Haddad como voltou para São Paulo em sua companhia. No Rio, o "cardápio" do almoço dos dois foi, é claro, a campanha em São Paulo. "Ele está na pré-campanha. Difícil imaginar mais ''para valer'' do que o que ele tem se dedicado à isso", revelou outra fonte.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesSPHaddadLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.