Lula se diz aliviado com aprovação do Orçamento

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se disse "aliviado e muito satisfeito" com aaprovação do Orçamento Geral da União para 2005, concluída nesta quarta-feira pelo Congresso.Ele fez o comentário diretamente ao presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputado Paulo Bernardo (PT-PR), ao líder do governo no Congresso, senador Fernando Bezerra (PTB-RN), e ao relator do projeto do Orçamento, senador Romero Jucá (PMDB-RR), a quem convocou ao Palácio do Planalto agora à noite.Ao deixar o Palácio, Bernardo disse que, no encontro, Lula prometeu apoio à disposição manifestada por muitos membros do Congresso de alterar a forma de aprovação do Orçamento noLegislativo, para que não se repita o "sufoco" que houve este ano e que tradicionalmente ocorre nos finais dos períodos legislativos.Segundo Bernardo, a idéia é que as novas regras já possam ser colocadas em prática no próximo ano, durante a votação do Orçamento da União para 2006.Segundo o deputado, o presidente fez questão detirar uma foto de mão erguida junto com os líderes, como se fosse um time de futebol.Ainda conforme Bernardo, Lula manifestou também aos parlamentares a sua grande satisfação com o fato de poder sancionar, nesta quinta-feira, a lei que cria as Parcerias Público-Privadas (PPPs).Lembrou, a propósito, que sabe que não poderá fazer uma grande solenidade, como gostaria, para a sanção dessa lei, mas ressaltou que era preciso fazer isto ainda este ano, para entrar em 2005 com esta questão resolvida, o que considerou "um grande alívio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.