Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Lula: saúde, educação e segurança terão mais atenção

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em sua mensagem ao Congresso Nacional, por ocasião da abertura do ano legislativo, que neste ano três áreas terão atenção redobrada: segurança, educação e saúde. Na segurança, a idéia, segundo o presidente, é estreitar ainda mais a colaboração com os Estados, dando continuidade ao fortalecimento da inteligência policial, da Força Nacional de Segurança e da Polícia Federal. "Lançamos no ano passado o Pronasci(Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), que contará com mais de R$ 6 bilhões até 2010 para investir no combate ao crime e na defesa de nossos cidadãos", lembrou.Na área da saúde, o presidente destacou que até 2010 serão destinados mais de R$ 24 bilhões para o setor, e lamentou a perda de arrecadação com o fim da CPMF para garantir esse financiamento. "Infelizmente, esse processo foi truncado com a derrubada da CPMF, responsável em boa medida pelos investimentos na saúde. Mas tenho certeza de que o Governo, o Congresso e a sociedade, juntos, encontrarão uma solução para o problema", afirmou.Na área da educação, o presidente ressaltou o Plano de Desenvolvimento da Educação, e garantiu que até 2010, serão aplicados R$ 12 bilhões a mais nos ensinos médio e fundamental, "melhorando os salários dos professores, garantindo a sua formação continuada e equipando as escolas". Ele anunciou também a abertura de 10 novas universidades públicas, 48 extensões universitárias no interior e 214 escolas técnicas em todo o País, além da ampliação do Programa Universidade para Todos (Prouni).Lido pelo deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), Osmar Serraglio, o texto do presidente destacou os resultados econômicos obtidos pelo País em 2007. Lula avalia que o crescimento em 2008 será semelhante ao de 2007. "A economia brasileira certamente cresceu mais de 5% no ano passado, com baixa inflação, e, neste ano, continuará crescendo em ritmo semelhante porque os seus fundamentos estão sólidos e ganharam a confiança de todos, tanto interna como externamente", disse o presidente.MatériasO presidente disse que o País e o Executivo têm muito a agradecer ao Congresso Nacional pelas matérias que examinou e deliberou, durante o ano passado. "Juntos, os poderes da República e a sociedade, seremos cada vez mais capazes de trabalhar pelo bem do Brasil, construindo uma nação desenvolvida e socialmente mais justa", afirmou. Ao encerrar a mensagem, o presidente repetiu que é, ao mesmo tempo, o mais satisfeito e mais insatisfeito dos brasileiros, porque reconhece que tem feito muito, mas que, ao mesmo tempo tem sido pouco, diante do tamanho da dívida social. "Que tenhamos, todos, um profícuo 2008, para o bem do Brasil e de todo o povo brasileiro", concluiu o presidente na mensagem enviada ao Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.