Lula sanciona lei que cria 230 varas da Justiça Federal

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou uma lei que cria 230 novas varas da Justiça Federal. Na solenidade, Lula defendeu a contratação de mais funcionários para a Justiça e para órgãos do Executivo, concursos para as áreas de fiscalização do governo e disse que há pessoas que lucram com a morosidade do poder público. "Vivemos no Brasil um conflito e uma incompreensão. Quando resolvemos tomar medidas para melhorar o funcionamento das instituições, como a criação de novas varas, há sempre a crítica de que o Estado está inchando e de que é preciso um choque de gestão", disse o presidente. "As pessoas ainda não se deram conta de que, quanto melhor funcionar o Estado, melhor fica para todo o mundo." Lula disse que a criação das novas varas vai permitir que o "cidadão comum" tenha mais acesso ao Judiciário. "Estou certo de que a criação dessas 230 varas e a ampliação do número de juízes imprimirão maior agilidade e eficiência aos julgamentos", afirmou. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, presente ao evento, disse que na criação dos juizados especiais federais havia uma estimativa de que esses órgãos iriam analisar cerca de 180 mil processos. Hoje, segundo ele, as 400 varas federais analisam dois milhões de processos. "É o fracasso do sucesso. Por isso, é fundamental dar esse novo passo e criar mais varas", argumentou. De acordo com o ministro, o número de processos analisados por essas varas é superior aos avaliados pela antiga estrutura da Justiça Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.