Lula reúne ministros para preleção a 'novos jogadores' do time

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que vai usar a reunião ministerial desta segunda-feira para orientar os novos "jogadores" e garantir que o time continue marcado gols.

REUTERS

05 de abril de 2010 | 08h48

"Quando o técnico vai substituir um jogador, sabe, ele chama o jogador e fica fazendo uma pequena preleção ali, que ele tem que entrar pela direita, pela esquerda, pelo centro, que ele tem que chutar para gol, ou seja, o que nós vamos fazer é uma preleção para que o time novo que está entrando em campo faça os gols, sabe?", explicou Lula no seu programa semanal de rádio "Café com o Presidente" desta manhã.

A composição dos ministérios mudou na última quarta-feira, quando dez titulares deixaram os cargos para concorrer às eleições de outubro. A maioria deles foi substituída pelos secretários-executivos das pastas.

O presidente lembrou que a posse de funcionários que já acompanhavam os trabalhos dos ministérios é uma forma de manter em curso programas e obras e evitar mudanças bruscas.

"Não é possível, faltando nove meses para terminar o mandato, alguém imaginar começar uma obra nova, tentar inventar um outro programa."

Segundo Lula, a lógica de final de mandato será reforçar a acelerar os trabalhos. O presidente quer dedicação dos novos ministros para que "marquem sua passagem pelo governo".

(Por Maria Carolina Marcello)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICALULARADIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.