Lula reúne ministros e foca balanço do PAC nos transportes

Meta traçada pelo PAC para 2010 é a de que todas rodovias federais estejam garantidas por contratos

Gerusa Marques, da Agência Estado

17 de julho de 2008 | 20h09

O setor de transportes, incluindo obras em rodovias e ferrovias, foi o foco da reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva  com ministros nesta quinta-feira, 17, sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No encontro, que durou cerca de três horas, o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, apresentou um balanço das principais obras e fez uma avaliação do andamento do programa de concessões rodoviárias e das obras de manutenção das estradas federais.   A meta traçada pelo PAC para 2010, segundo o Ministério dos Transportes, é a de que todas as rodovias federais estejam garantidas por contratos de manutenção e de restauração. O objetivo é o de evitar uma situação de desgaste das estradas, como a que obrigou o governo a realizar uma operação tapa-buracos no início de 2006, quando várias obras tiveram de ser feitas de forma emergencial.   A reunião desta quinta terá continuidade na próxima segunda-feira. Segundo a assessoria do ministério, foi um encontro de rotina, que acontece praticamente a cada mês para manter o presidente Lula atualizado.   O Ministério dos Transportes informou também que está mantido o cronograma de concessões das rodovias BR-116 e BR-324, na Bahia. Segundo o balanço mais recente do PAC, de abril deste ano, o edital será publicado até o fim deste mês, e o leilão será feito até 30 de setembro.   Os outros ministros que participaram da reunião de hoje com o presidente Lula foram Dilma Rousseff, da Casa Civil, Paulo Bernardo, do Planejamento, Orçamento e Gestão, e Carlos Minc, do Meio Ambiente, Carlos Minc, além do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

Tudo o que sabemos sobre:
PACLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.