Lula reúne ministros e discute impactos do caso Erenice Guerra

Encontro teve presença de Erenice e Mantega; intenção é afastar polêmica do Palácio do Planalto

Tânia Monteiro, da Agência Estado,

14 de setembro de 2010 | 13h21

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu vários ministros nesta manhã para discutir o impacto dos recentes escândalos envolvendo a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra. A ideia é afastar do Palácio do Planalto a polêmica que envolve o caso do suposto tráfico de influência.

 

O encontro, que não estava inicialmente previsto na agenda do presidente, reuniu, além da ministra Erenice, os ministros da Fazenda, Guido Mantega; do Planejamento, Paulo Bernardo; da Controladoria Geral da União, Jorge Hage; da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins; da Justiça, Luiz Paulo Barreto; de Relações Institucionais, Alexandre Padilha; da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci; além do advogado-geral da União, Luis Inácio Adams.

 

Na reunião, ficou decidido que Mantega dará entrevista para falar de medidas a serem adotadas em relação ao acesso a informações fiscais. Com relação ao caso Erenice, hoje à tarde, o ministro da Justiça dará uma entrevista na sede do ministério. As assessorias dos ministérios ainda não confirmaram o horário dos pronunciamentos.

 

O presidente Lula deixou há pouco o Palácio do Planalto e deve, segundo fontes, fazer gravação para campanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.