Lula recomenda ''andar na linha''

A única maneira de evitar uma investigação da Polícia Federal é "andar na linha", disse ontem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista no Vietnã. "Quem acha que pode viver de picaretagem, pode viver, mas um dia cai. Aí, vai ter que arcar com as conseqüências", afirmou. "Nós vamos continuar investigando toda e qualquer denúncia contra toda e qualquer pessoa."Mesmo apoiando a PF, Lula recomendou cuidados para não se expor desnecessariamente nomes de suspeitos: "Não queremos nem punir nem absolver antecipadamente."Ele respondeu com ironia a uma pergunta sobre a presença de pessoas "importantes" nas investigações: "Importante para quem, cara pálida?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.