Lula recebe títulos de doutor honoris causa no Rio

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um discurso em tom emotivo nesta sexta-feira durante a cerimônia em que recebeu títulos de doutor honoris causa de cinco universidades do Estado do Rio. Ele começou pedindo desculpas por falar sentado e sem improviso, ao contrário do que costuma fazer, justificando que ainda está em processo de recuperação após o tratamento do câncer na laringe.

GLAUBER GONÇALVES, Agência Estado

04 de maio de 2012 | 13h34

Bem-humorado e demonstrando disposição, o ex-presidente destacou a importância da educação para o País e citou feitos de seu governo. "A educação é o alicerce sobre o qual se constrói a igualdade social. Sempre insisti que o dinheiro público aplicado em educação é investimento e não gasto, pois ajuda a construir um futuro mais digno para as pessoas e para o País", afirmou. Lula lembrou que ele e o ex-vice-presidente José Alencar foram as primeiras pessoas a chegar à Presidência da República sem ter um diploma de cursos superior. "Parecíamos que tínhamos (um título universitário), mas não tínhamos", brincou, arrancando risos do público.

Entre as realizações do seu governo, o ex-presidente citou a criação do Universidade Para Todos, programa de concessão de bolsas para estudantes de baixa renda em instituições privadas, a criação de novas universidades federais e a redução da pobreza no País. Sentado ao lado da presidente Dilma Rousseff, Lula lembrou a participação dela em seu governo como ministra chefe da Casa Civil, Pasta na qual gerenciou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Antes, quando Lula foi chamado à mesa e foi ovacionado pelo público, a presidente Dilma não conteve as lágrimas. O ex-presidente recebeu títulos de doutor honoris causa das universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ), Fluminense (UFF), do Estado do Rio (UniRio), Rural do Rio (UFRRJ) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) em solenidade no Teatro João Caetano, no Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulatítulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.