Lula recebe Paulo Maluf no Palácio do Planalto

O deputado eleito e ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf (PP), e um grupo de deputados pepistas se encontraram, no Palácio do Planalto, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por volta das 17h15. Até esta tarde, a assessoria de imprensa do presidente negava que ele receberia Maluf. O deputado, ao chegar, caminhava apoiando-se em uma bengala e disse que falaria à imprensa após a audiência com Lula. Na segunda-feira, Maluf foi denunciado pelo Ministério Público por lavagem de dinheiro originário de corrupção passiva. Ele já responde a ações na Justiça, acusado de formação de quadrilha e evasão de divisas. O presidente tentou evitar ter que encontrar com Paulo Maluf. Fonte da área política informou que o Palácio do Planalto solicitou que Maluf não integrasse o grupo que permanecia, por volta das 18h30, em reunião com o presidente. Líderes do PP, no entanto, disseram a pessoas próximas ao presidente que não era possível impedir o comparecimento de nenhum dos 41 deputados eleitos do partido. A presidência também tentou evitar ao máximo que Lula fosse fotografado ao lado de Paulo Maluf. Os fotógrafos e cinegrafistas que cobrem a presidência só puderam permanecer na sala de audiências para fazer imagens em menos de um minuto. A média de permanência dos fotógrafos e cinegrafistas para registrar reuniões com o presidente é de dois minutos. Maluf está sentado em uma fileira a esquerda da mesa onde está o presidente. Este texto foi ampliado às 18h31.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.