Lula reafirma que confia 'cegamente' em Dilma

Mais de dez horas depois de afastar Erenice Guerra da Casa Civil para evitar problemas na campanha petista, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou que confia "cegamente" na candidata Dilma Rousseff, antecessora da ministra demitida na pasta.

LEONENCIO NOSSA, Agência Estado

16 de setembro de 2010 | 23h29

Em discurso num comício no bairro Pedreira, periferia de Belém, ele se queixou que os oposicionistas DEM e PSDB estão tirando proveito eleitoral das denúncias de lobby e tráfico de influência de forma suja. "Quero dizer para essa elite política rabugenta que não vamos fazer o jogo baixo, rasteiro, com acusações e preconceitos", afirmou. "Queremos comparar cada coisa que fizemos com o que eles fizeram."

Lula avaliou que Dilma está tendo boa performance no confronto com a oposição. "Eles diziam que Dilma não tinha experiência, competência e traquejo", se queixou. "Viram em dois debates que ela tem traquejo e os transformou em pessoas menores", completou. "Eu não entregaria o destino do povo brasileiro nas mãos de uma pessoa que eu não tivesse 100% de confiança."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.