Lula quer visitar Fidel Castro, afirma Chávez

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta quinta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deseja visitar o ditador cubano, Fidel Castro, que está doente e afastado do cargo. A declaração de Lula foi feita durante encontro dos dois no Palácio do Planalto, em Brasília. Depois que se submeteu a uma cirurgia intestinal, em julho, Fidel só tem sido visto em jornais e imagens de TV. A última vez em que apareceu em público foi em 26 de julho. Ele também esteve ausente das comemorações dos seus 80 anos, no início deste mês. Informações sobre sua saúde são mantidas sob segredo de Estado. Chávez disse também que Fidel, embora ateu, fala em Deus. "Lula me manifestou o desejo de visitar Fidel. Estamos preocupados com a saúde de Fidel", disse Chávez, contando que recebeu correspondência em que o governante cubano o felicita pela reeleição, conquistada no domingo passado. "As informações que tenho de Cuba são de que a recuperação de Fidel continua, mas é muito lenta. Fidel não crê em Deus, mas tem uma frase. Como sabe que sou cristão e creio em Deus, diz: "Deus ajude Chávez e seus amigos. Peço a Deus que ajude esse grande amigo." O presidente venezuelano afirmou também em entrevista que a economia brasileira tem "todas as condições" de crescer. "Oxalá o Brasil cresça 20%. Não estou na equipe de analistas, mas o Brasil tem todas as condições, depois do primeiro período de Lula, de arrumar a macroeconomia e melhorar a vida das pessoas. Oxalá cresçamos todos 10%, e a América Latina continue se levantando", declarou, após encontro com Lula.

Agencia Estado,

07 Dezembro 2006 | 16h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.