Lula quer que PT paulista desista de candidatura própria

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer agora que o PT desista de candidatura própria ao governo de São Paulo e apoie o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) na campanha ao Palácio dos Bandeirantes. Sob o argumento de que o PT precisa fechar parcerias com outros partidos para fortalecer a candidatura da chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao Planalto em 2010, Lula cobrou ?responsabilidade? da sigla e deixou claro que tentará enquadrar os petistas. Após o recesso parlamentar, ele chamará deputados, senadores e dirigentes para uma conversa, em Brasília.

AE, Agencia Estado

22 de julho de 2009 | 09h50

?O PT precisa ter responsabilidade e saber a força que tem em cada Estado?, disse o presidente. ?Com 20 anos de história, o PT já deve ter aprendido que tem de fazer política de alianças para ganhar as eleições?, completou.

Lula já chegou a manifestar preferência pela candidatura do deputado Antonio Palocci (PT-SP) à sucessão do governador José Serra (PSDB), mas hoje acredita que essa opção é difícil de ser concretizada. Acusado de ter violado o sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, Palocci está à espera do julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), que deve ocorrer em agosto, mas Lula avalia que, quanto mais se fala no assunto, mais o STF adia a decisão para não parecer pressionado pelo Planalto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010PTLulaCiro GomesSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.