Lula quer que Dutra divulgue suas realizações

O presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, criticou hoje o governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra, também petista, cujos baixos índices de popularidade já preocupam o comando do partido, que teme seus efeitos negativos na eleição presidencial do ano que vem. Lula afirmou que Dutra faz um bom governo, mas por problemas de comunicação não divulga as suas realizações. "O Chacrinha (apresentador de televisão já morto) dizia que quem não se comunica, se trumbica."O presidente de honra do PT disse que o Rio Grande do Sul foi o Estado brasileiro que teve o maior crescimento industrial nos últimos dois anos e investiu, em 1999 e em 2000, R$ 200 milhões em energia elétrica. "E ninguém sabe disso, nunca foi falado." Lula disse ainda que o Rio Grande do Sul precisa ter um peso nacional maior e afirmou que, no que depender de sua vontade, Dutra passaria pelo menos dez dias por mês fora do seu Estado. "É muito difícil tirá-lo do Rio Grande, nunca vi como os governadores gostam daquela terra. A gente convida o Olívio Dutra para ir a qualquer lugar, mas ele está sempre em alguma viagem pelo interior", comentou.O presidente do PT afirmou que o partido tem que divulgar o que faz porque seus adversários o atacam pelo que não faz. Outro motivo de preocupação para a eleição de 2002, a baixa popularidade da prefeita de São Paulo, a petista Marta Suplicy, é um caso diferente. "Ela pegou a cidade em estado de coma", argumentou. "Após oito anos de Maluf e Pitta, qualquer petista menos apaixonado tinha consciência de que o primeiro ano (de governo) seria um purgante para nós. Mas temos todo tempo do mundo para fazer o que propusemos para São Paulo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.