Lula quer levar sindicalistas em viagens ao exterior

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende levar a partir de agora um representante do movimento sindical brasileiro em todas as viagens que fizer ao exterior, para que sejam realizados contatos com sindicalistas de outros países, disse hoje o presidente da CUT, João Felício, que se reuniu com Lula em um almoço de confraternização com um grupo de 50 sindicalistas estrangeiros que estão no Brasil, acompanhando o 8º Congresso Nacional da central sindical. "Ao contrário do que aconteceu com nós, da CUT, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, Lula garantiu que não discriminará nenhuma central sindical e levará representantes de todas elas", disse Felício.Na saída do encontro, Felício afirmou que Lula e os sindicalistas não falaram de política, política econômica ou de juros, mas comentou em seu rápido discurso a importância do congresso da CUT, tratada pelo presidente da República como a "central sindical mais importante do País". O presidente se encontra esta tarde com diretores do Instituto de Estudos de Desenvolvimento Industrial (IEDI), no edifício do Banco do Brasil, na Avenida Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.