Lula promove 'Operação Desmentido' sobre 3º mandato, diz 'El País'

Segundo jornal espanhol, presidente qualificou idéia de re-reeleição de 'isensatez pura'.

BBC Brasil, BBC

07 de novembro de 2007 | 07h10

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou uma "Operação Desmentido" para negar os rumores de que pretenda alterar a Constituição para poder concorrer a um terceiro mandato presidencial consecutivo, segundo relata reportagem publicada nesta quarta-feira pela versão online do diário espanhol El País.O jornal relata que Lula qualificou a idéia de um eventual terceiro mandato, aventada por aliados, de "insensatez pura" e "falta de sensibilidade política".A reportagem afirma ainda que o presidente declarou, após um evento em Brasília, que pedirá ao seu Partido dos Trabalhadores que assuma uma posição pública sobre o tema."A oposição havia pedido recentemente a Lula que desmentisse os rumores, cada vez mais freqüentes, de que membros do PT estariam estudando a possibilidade de uma mudança constitucional, ao estilo venezuelano, com o objetivo de outorgar poderes ao presidente para convocar plebiscitos nacionais; um deles poderia servir para pedir um terceiro mandato presidencial", diz o texto.Segundo o jornal, Lula atendeu aos pedidos da oposição e convocou os presidentes do Congresso, Arlindo Chinaglia, e do PT, Ricardo Berzoini, para pedir que eles interrompam qualquer manobra para permitir que ele dispute um terceiro mandato.A reportagem relata que o presidente afirmou que "não se brinca com a democracia", que "o Brasil é um país sério" e que não deveria estar discutindo agora as eleições de 2010.Lula afirmou, segundo o diário espanhol, que seu partido é até mesmo contra a possibilidade de que os presidentes disputem um segundo mandato e disse que a atual polêmica é apenas "'uma discussão virtual' que só interessa à oposição para fazer com que a opinião pública perca tempo e à imprensa para 'fazer títulos chamativos'".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.