Lula promete recursos para restauração de prédios históricos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva abriu o seu discurso, ao receber a Grande Medalha da Inconfidência, em Ouro Preto, anunciando uma série de medidas de restauração do patrimônio histórico. De acordo com ele, amanhã em Brasília o ministro Gilberto Gil, da Cultura, lançará um edital com linhas de financiamento para recuperação de prédios privados localizados nos sítios históricos tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN). Além disso, no próximo dia 28 o ministrovirá a Minas Gerais para anunciar a restauração do Museu da Inconfidência, do Palácio dos Governadores e do Museu de Aleijadinho, todos em Ouro Preto. No último dia 14, um prédio histórico no centro de Ouro Preto foi inteiramente destruído por um incêndio. De acordo com Lula, o proprietário do edifício, o empresário Omar Perez, prometeu reconstruir todo o casarão incendiado. O presidente da Companhia Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, prometeu a recuperação da estrada de ferro que liga Ouro Preto a Mariana, que poderá ser utilizada para incentivar o turismo. A cerimônia de entrega de condecorações da Inconfidência Mineira reuniu entre 10 a 12 mil pessoas na praça central da cidade, de acordo com estimativas da Polícia Militar. A praça é um tradicional ponto de manifestações políticas, lideradas por estudantes, políticos e sindicalistas. O evento deste ano contou com uma série de faixas contestando a adminitração da Prefeita Marisa Xavier, do PDT. Durante o discurso, o presidente pediu que os manifestantes baixassem as faixas, para que a população pudesse assistir melhor à cerimônia - e porque "gosto de ver a fisionomia das pessoas". Entre as faixas havia uma da Liga Operária, protestando contra as reformas do Governo Lula, com a seguinte inscrição: "Abaixo as reformas do Governo Lula e o FMI".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.