Lula promete investir em infra-estrutura para crescer décadas

O presidente Lula disse na noite desta segunda-feira, em discurso para 500 convidados brasileiros em Santiago, que fará investimentos em infra-estrutura em 2005 para sustentar o crescimento da economia nas próximas décadas. "Hoje, descobrimos que há portos que precisam de mudanças, ferrovias que precisam ser construídas e gargalos de infra-estrutura que precisam ser superados urgentemente, e estamos preparando tudo isso para 2005", discursou. O objetivo dos investimentos, segundo o presidente, é crescer até 20 anos. "Nós queremos crescer mais em 2005 para preparar o crescimento em 2006. E, quem sabe, o Brasil tem aí dez, 15 ou 20 anos de crescimento contínuo, para que possamos resgatar toda a dívida social", afirmou. Lula disse que está otimista, mas não eufórico com o crescimento econômico e que a política fiscal austera se desenvolve paralelamente a uma "política social ousada". Bem-humorado, Lula disse, olhando para o chanceler Celso Amorim, que no Itamaraty nunca se trabalho tanto nos últimos 40 anos como agora. O ministro entrou na brincadeira e disse que "se ganha pouco" e o presidente concordou: "é, se ganha pouco."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.