Lula promete auxílio a Estados atingidos pela chuva

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve voltar a conversar, em Brasília, com os governadores de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), e de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), sobre uma possível medida provisória (MP) para autorizar verbas com o objetivo de auxiliar os dois Estados, atingidos por fortes chuvas. De acordo com a Defesa Civil de Alagoas, pelo menos 19 pessoas morreram. Conforme o presidente, o temporal deixou muitos moradores desabrigados.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2010 | 10h48

"Tenho certeza de que nós vamos dar conta de mais essa tarefa, ajudar o povo de Alagoas e de Pernambuco a sair dessa tragédia e tentar tocar a vida, fazendo com que as coisas voltem à normalidade. Nós temos de esperar parar de chover para limpar as cidades e começar a reconstruir as casas, as pontes, e aquilo mais que foi destruído", disse Lula no programa semanal de rádio "Café com o Presidente" que foi ao ar hoje.

Lula encerrou o programa falando do jogo de ontem do Brasil contra a Costa do Marfim, pela Copa do Mundo da África do Sul, vencido pela seleção brasileira por 3 a 1. Para o presidente, a equipe brasileira teve o controle. O Brasil esteve "senhor da situação" durante toda a partida. "Marcamos os gols necessários, o Luis Fabiano desencantou marcando um gol belíssimo", elogiou. No entanto, ressaltou que o time precisa ficar mais "esperto" agora porque, quanto mais o Brasil cresce, mais os "olhos gordos" visam a seleção.

O presidente disse ainda que a expulsão de Kaká foi uma atitude "quase que impensável" do juiz porque o jogador "não fez nada". "De qualquer forma, o Brasil mostrou futebol suficiente. Se o Brasil continuar assim, fique certo que o Brasil terá um lugar garantido na final. Nós, brasileiros, todos nós somos técnicos, não é? No Brasil, nós, os 190 milhões de brasileiros, somos profundos conhecedores de futebol, todos nós damos palpites, portanto, cada um de nós tem a nossa seleção", afirmou. "Quem é o técnico é o Dunga, ele que vai dirigir o time, e até agora os resultados são, eu diria, muito, muito satisfatórios."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.