Lula promete a Lugo que Congresso aprovará mudança de pagamento por energia

Aumento do pagamento ao Paraguai foi acordado em julho de 2009 mas continua parado no Congresso.

Rafael Spuldar, BBC

17 Dezembro 2010 | 07h39

Brasil triplicará pagamento ao Paraguai por energia não-utilizada

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu a seu colega paraguaio, Fernando Lugo, a garantia de que o Congresso brasileiro que toma posse em 1º de janeiro aprovará o acordo que triplica o valor pago pelo Brasil ao país vizinho pela energia não-utilizada produzida na usina de Itaipu.

Atualmente, o Brasil paga cerca de US$ 120 milhões ao Paraguai para consumir uma parcela da eletricidade a que o país vizinho tem direito, mas não utiliza. Segundo acordo firmado entre os dois países em 25 de julho de 2009, o Brasil passará a pagar cerca de US$ 360 milhões por essa energia.

Os entendimentos que modificam o pagamento foram assinados em setembro do ano passado. No entanto, a matéria está parada no Congresso desde então, pois integrantes da oposição se opõem ao acordo.

A promessa feita por Lula a Lugo em uma reunião bilateral realizada na quinta-feira, em Foz do Iguaçu (PR), tem em vista a mudança no quadro do Legislativo, no qual a base do governo foi consideravelmente ampliada depois das últimas eleições.

O assessor da Presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, acredita que a matéria será aprovada pelo Congresso logo no início da nova legislatura.

"Há a compreensão da base governamental de que a medida é de interesse do Brasil e da América do Sul", disse Garcia a jornalistas.

O vice-chanceler paraguaio, Jorge Lara Castro, afirmou que o Paraguai vê com "perplexidade" a demora na aprovação do tema pelo Congresso brasileiro.

No entanto, o diplomata disse que o clima da reunião entre Lugo e Lula foi de "cordialidade, respeito e compromisso no processo de integração" entre os dois países.

Lugo e Lula: clima de cordialidade

"Os governos assinalaram a importância de ter fundamentalmente uma nova relação bilateral entre os povos", disse Castro.

Linha de transmissão

Marco Aurélio Garcia também falou da construção da nova linha de transmissão de energia entre Itaipu e a região de Assunção, capital do Paraguai. Segundo o assessor do Planalto, as obras estão "avançando rapidamente".

A linha, anunciada em maio deste ano, será arcada pelo governo brasileiro, com um custo previsto de US$ 400 milhões (quase R$ 700 milhões).

Lula e Lugo participam nesta sexta-feira da 40ª Cúpula do Mercosul, em Foz do Iguaçu. Este será o último evento internacional do presidente brasileiro antes de deixar o cargo.

Na quinta-feira, além de receber o seu colega paraguaio, Lula também se reuniu com os presidentes do Suriname, Dési Bouterse, e do Uruguai, José Mujica. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
mercosul cúpula mercosul spuldar Alca EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.