Lula prepara defesa contra representação do DEM e PSDB

Presidente e ministra da Casa Civil foram notificados de representação por propaganda eleitoral antecipada

Leonencio Nossa, de O Estado de S. Paulo,

26 de fevereiro de 2009 | 18h52

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe, neste momento, o advogado-geral da União, José Antônio Dias Toffoli, para discutir a defesa que o governo fará contra a representação do DEM e do PSDB junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Lula e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, foram notificados nesta quinta-feira, 26, oficialmente às 10h40, da representação contra eles por propaganda eleitoral antecipada e têm 48 horas para responder ao TSE. A AGU fará a defesa do presidente e da ministra. Veja também: TSE notifica Lula e Dilma por propaganda antecipada Prefeitos participam de fotomontagem com Lula e Dilma  O DEM e o PSDB ingressaram com ação no TSE reclamando que Lula e Dilma realizaram o Encontro Nacional dos Prefeitos e Prefeitas em Brasília, no início do mês, com interesses eleitorais. Fontes do Planalto adiantaram à Agência Estado que, na defesa, a AGU irá argumentar que o evento teve legitimidade e foi um encontro de gestão. Lula não poderia fazer campanha porque não era candidato. Já a ministra Dilma Rousseff não teve nenhuma frase ou depoimento que insinuasse que estivesse em campanha. Essas fontes observaram que, na representação, o DEM e o PSDB não registraram nenhuma frase da ministra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.