Lula prega união e espera PP no palanque de Dilma

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, em Natal, que espera manter toda a base unida em torno da candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff. Questionado sobre a situação do Partido Progressista (PP), que está sendo cortejado também pelo PSDB, o presidente reconheceu que há problemas regionais, mas disse que "o importante é manter a base em torno do nome da ministra Dilma".

ANNA RUTH DANTAS, Agência Estado

09 de junho de 2010 | 18h33

"O que queremos é manter a base aliada. Em alguns lugares temos problemas locais e regionais. Temos que respeitar os problemas regionais. O importante é garantir que a base de sustentação do governo apoie a ministra Dilma para presidente da República", ressaltou.

Sobre a aliança PMDB e PT, embora pondere que não está atuando como dirigente dos petistas, o presidente afirmou que "o que os dois partidos fizeram está de bom tamanho". "Não sou dirigente do PT. Não estou participando do cotidiano do PT. O PMDB terá convenção no sábado e o PT no domingo, devem ter fechado acordo entre as duas direções. E aquilo que os dois partidos fizerem está de bom tamanho", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDilma RousseffLulaPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.