Lula precisa sair da ´ilha de fantasia´, diz Paulinho

O deputado federal pelo PDT e presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, disse à Agência Estado que é um contra-senso a declaração feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), considerando os usineiros brasileiros "heróis nacionais e mundiais". "Lula está ficando muito em Brasília, que é como uma ´ilha da fantasia´. Ele tem que viajar mais pelo Brasil para ver as relações de trabalho que existem aqui", avaliou Paulinho. Ao inaugurar o Complexo Agroindustrial da Perdigão, em Mineiros (GO), Lula elogiou os usineiros por conta da importância da cana na política bioenergética. Mas Paulinho rebateu: "Eu até acho que o álcool vai se tornar o principal setor exportador do Brasil. Mas usineiro continua sendo usineiro. Pelas contas da Universidade de São Carlos, um trabalhador rural canavieiro dá 36 mil golpes de facão e percorre 8.800 metros carregando cana por dia. É uma loucura! Em qualquer lugar do mundo essa denúncia vira água e ninguém mais vai querer comprar o álcool brasileiro".Para o presidente da Força, o Brasil precisa regulamentar o trabalho nos canaviais para impedir abusos dos usineiros. Nesse sentido, ele disse ter recomendado ao ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, que fosse constituída uma comissão em conjunto com deputados e o Ministério Público para realizar "blitz" em diversas propriedades canavieiras. Nesta terça-feira, em Brasília, o ministro anunciou a intenção do governo de intensificar a fiscalização das usinas.Paulinho também protocolou nesta terça-feira um requerimento convocando os seis maiores usineiros do Estado de São Paulo e o presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) a comparecerem na Comissão do Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara. O presidente da Força quer que eles expliquem as péssimas condições de trabalho encontradas nas usinas de cana, noticiadas pela imprensa nos últimos meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.