Lula pode influenciar decisão de PSB nacional, diz Aécio

Aécio Neves informou que se encontrará, ainda nesta semana, com o presidente nacional do PSB

Daniela Nahass, especial para a Agência Estado

16 de junho de 2008 | 20h55

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, acredita que a posição do presidente Lula de apoiar uma parceria entre PT e PSDB em Belo Horizonte possa influenciar a direção nacional do PSB, que não abre mão da aliança formal com petistas e tucanos em torno da candidatura de Márcio Lacerda (PSB). "O presidente Lula, até porque governa o Brasil pelo segundo mandato, sabe a necessidade das parcerias, a importância das parcerias administrativas. Portanto, a sua palavra, acredito sim, que possa ter algum reflexo na direção nacional do PSB", disse o governador, na tarde desta segunda-feira, após solenidade no Palácio da Liberdade.  Aécio Neves informou que se encontrará, ainda nesta semana, com o presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos, que, segundo ele, também está trabalhando para a consolidação da aliança entre PT, PSDB e PSB na capital mineira. O governador voltou a afirmar que ele, o PSDB e o prefeito Fernando Pimentel (PT) vão apoiar a campanha de Lacerda. Segundo ele, a definição de como será feita esta aliança só sairá depois da decisão do PT municipal. "Vamos aguardar que o PT tome a sua decisão, e a partir daí vamos definir como será a coligação", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Aécio NevesPSBLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.