Lula pedirá apoio aos governadores para aprovar mínimo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende pedir o apoio dos governadores para aprovar a medida provisória (MP) do salário mínimo de R$ 260,00. "Nós não podemos deixar de operar com os governadores", disse Lula aos líderes aliados hoje, ao ressaltar o impacto do aumento salarial nos Estados. Na avaliação do Planalto, os governadores, até mesmo os de partidos de oposição, poderiam ajudar na tarefa de convencer os senadores. Paralelamente, o vice-presidente José Alencar prometeu a Lula se reunir com os senadores do PL que estão contra a MP do mínimo. "É insustentável que a MP não tenha apoio do partido do presidente, o PT, do partido do vice, o PL", comentou a líder do PT, senadora Ideli Salvatti (SC). Outra tentativa do governo será arregimentar votos de senadores indecisos e mesmo entre petistas como Cristovam Buarque (DF), ao acenar com a inclusão dos parlamentares na discussão das políticas públicas sociais, como a recuperação do poder de compra do salário mínimo. No almoço de hoje com os líderes aliados, o presidente Lula pediu, mais uma vez, pressa no Senado para a aprovação dos projetos das parcerias público-privadas (PPP), da biossegurança e das mudanças na legislação sobre falências. Segundo ele, os empresários estão dispostos também a procurar os parlamentares para reforçar a pressão pela aprovação das propostas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.