Lula pedirá a Bush redução da sobretaxa imposta ao etanol

O governo brasileiro deverá aproveitar a visita do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para pedir uma redução da sobretaxa imposta pelo governo americano ao etanol brasileiro. De acordo com o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, o pedido será feito pelo próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua conversa na sexta-feira com Bush. "Acredito que o presidente poderá colocar isso (na conversa)", disse Rondeau, depois de fazer uma apresentação a cerca de 50 empresários japoneses sobre as ações do governo brasileiro nas áreas de gás natural, petróleo e combustíveis renováveis. Lula está otimista com a possibilidade de conseguir esta redução. "Estou sempre confiante", disse Lula, ao chegar ao Itamaraty, onde almoçou com o presidente alemão Horst Köhler.Rondeau disse que a redução das barreiras seria importante para os empresários brasileiros que atuam no setor de álcool. "É importante que o álcool se consolide no mundo como uma commodity e para isso tem que ter um tratamento como o do petróleo, que não tem nenhuma barreira", disse.Segundo dados do Ministério de Minas e Energia o etanol brasileiro o Brasil paga atualmente uma sobretaxa de US$ 0,54 por galão ou US$ 0,14 por litro para entrar no mercado americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.