Lula pede pressão para votação de reformas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ontem que os brasileiros se mobilizem para fazer o Congresso aprovar as reformas política e tributária, durante discurso de 35 minutos para os 6 mil participantes do 18º Congresso Brasileiro de Contabilidade, em Gramado (RS)."Não é possível que ainda não se entenda que o Brasil precisa fazer uma reforma política para dar legitimidade aos partidos políticos, uma reforma política que acabe com essa história de políticos viverem correndo atrás de empresários e mais empresários para financiar", afirmou . Segundo o presidente, contudo, não é o Executivo que tem de fazer essa reforma. "É uma coisa da sociedade, dos partidos e do Congresso Nacional, mas estamos dando nossa sugestão para que isso seja levado em conta no debate", ressaltou.Lula foi mais incisivo ao falar da reforma tributária. Lembrou que a proposta tramita no Congresso e é das "coisas mais importantes e necessárias" para o País. "Quando (a reforma tributária) chega ao Congresso Nacional, todo mundo é favorável, todos concordam, mas aí ela começa a ter problemas", afirmou, sugerindo que os eleitores pressionem os parlamentares a fim de que trabalhem pela reforma. "Penso que podemos aprová-la até o final do ano se houver um trabalho sério de todos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.