Lula pede maior participação de sindicatos em assuntos do Congresso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a pedir uma participação maior e um papel político dos sindicatos nas discussões do Congresso Nacional, em palestra no encerramento do I Seminário Internacional dos Fundos de Pensão. "A discussão de política tributária pode resultar em um aumento para o trabalhador maior do que ele receberia com uma greve", afirmou Lula. Segundo o presidente, as decisões no Congresso em geral repercutem no bolso dos trabalhadores. ?E no Brasil, historicamente, repercutem sempre para menos", afirmou. Ele observou que os movimentos sindicais terão papel importante também em relação aos fundos de pensão. "Ter dinheiro é ter parte do poder no mundo globalizado e capitalista", afirmou. Banco de trabalhadoresLula disse que, quando era sindicalista, chegou a discutir com seus companheiros de sindicato a formação de um banco de trabalhadores. "Nós éramos tão prudentes que achávamos que esse banco só poderia ter dinheiro de trabalhadores", disse o presidente, em tom irônico e provocando sorrisos na platéia. Na avaliação de Lula, "o movimento sindical não pode ou não deveria mais agir como a minha turma agiu na década de 80. Afinal, passaram-se 20 e poucos anos, e acho que houve uma revolução comportamental".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.