Lula pede engajamento do povo na luta contra a inflação

Para presidente, consumidor deve parar de comprar produtos que estão subindo muito, para fazer preço cair

Reuters,

01 de setembro de 2008 | 09h36

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta segunda-feira o engajamento da sociedade na luta contra a inflação. O recado do presidente foi feito uma semana antes de o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central voltar a discutir uma eventual elevação da taxa básica de juros, atualmente em 13% ao ano.   Veja também: Entenda os principais índices  De olho na inflação, preço por preço  Na última reunião, em julho, o Copom aumentou a Selic em 0,75 ponto percentual. No mercado, a expectativa é de uma nova elevação dessa magnitude na semana que vem. Para o presidente, a sociedade também tem instrumentos para combater a alta dos preços. "Na medida em que perceba que um determinado produto está subindo muito de preço, o povo precisa deixar de comprar aquele produto para que ele volte a um preço normal", afirmou Lula no programa semanal de rádio Café com o Presidente. Segundo o presidente, o período de sacrifício "ainda não passou". Lula comemorou, entretanto, o fato de a taxa de investimento crescer mais que o Produto Interno Bruto (PIB) do país, o que, na opinião dele, demonstra a confiança do empresariado no Brasil. "O crescimento do Brasil, eu diria, é responsável, duradouro", acrescentou. Os últimos índices de inflação desaceleraram, mas o mercado ainda vê IPCA perto do teto da meta este ano.

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.