Lula pede comércio justo e faz piada com Ronaldinho

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender a necessidade de um acordo de comércio global na OMC e fez piada com o gol de Ronaldinho contra o time londrino Chelsea, durante discurso no parlamento britânico nesta quarta-feira. Segundo Lula, "é de fundamental importância que a rodada de Doha permita mudanças no comércio mundial que garantam aos países pobres condições mais equilibradas de competitividade".O discurso foi feito na manhã desta quarta-feira durante o segundo dia da visita de Estado de Lula à Grã-Bretanha.RonaldinhoLula também agradeceu o apoio público do primeiro-ministro britânico, Tony Blair, à tentativa fracassada do Brasil de conseguir uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU.No discurso de recepção de Lula, o presidente do Parlamento mencionou em tom informal o fato de que o futebol teria sido levado da Inglaterra ao Brasil em 1894 por Charles Miller e que, desde então, o país já venceu cinco Copas do Mundo e é favorito para a próxima.A referência foi aproveitada por Lula que, no final do seu discurso, lembrou o gol de Ronaldinho na partida de terça-feira à noite em que o Barcelona que desclassificou o time londrino da Liga dos Campeões da Europa. ?Charles Miller fez uma avaliação incorreta. Se ele tivesse assistido ao jogo do Barcelona contra o Chelsea e visto o gol do Ronaldinho, ele certamente não teria levado mais bola para o Brasil?.PrefeitoA piada provocou risos e aplausos dos cerca de 50 deputados britânicos e 50 membros da comitiva brasileira que acompanhavam o evento, realizado em uma sala do parlamento.Antes, Lula havia se encontrado com o prefeito de Londres, Ken Livinsgtone. Durante a reunião, Livingstone, expressou grande interesse na iniciativa brasileira de desenvolver biodiesel como uma fonte de combustível alternativa, já que Londres busca políticas energéticas mais eficientes e sustentáveis.O prefeito também disse acreditar que Londres tem muito a aprender com a experiência brasileira de sediar os Jogos Pan-americanos em julho de 2007, já que a capital britânica foi escolhida para abrigar os Jogos Olímpicos, em 2012."A América Latina está passando por grandes mudanças, com governos progressistas realizando reformas sociais em casa e buscando novas conexões internacionais."Segundo Livingstone, ele e Lula concordaram que Londres e as cidades brasileiras têm muito a aprender entre si e que ligações mais fortes vão beneficiar os dois lados. Na tarde desta quarta-feira, Lula visita um bairro carente no leste de Londres.

Agencia Estado,

08 de março de 2006 | 10h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.