Lula pede a senadores pressa na aprovação das PPPs

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu pressa na aprovação dos projetos importantes que estão tramitando no Senado, durante jantar com sete senadores do PFL e um do PSDB, Eduardo Siqueira Campos (TO), ontem à noite. Segundo parlamentares que participaram do encontro, o presidente foi genérico, mas toda a discussão foi centrada em torno da necessidade de aprovar os projetos das parcerias público-privadas (PPP) e da biossegurança. O presidente fez um discurso político, tentando descaracterizar o encontro como uma provocação à oposição, conforme fora interpretado por setores do Congresso. "O sectarismo é sempre desagradável", disse o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). "Precisamos aprovar aquilo que é benéfico para o País", completou Siqueira Campos. Segundo ele, Lula deixou claro que quer uma participação maior dos senadores na discussão política das propostas e que não estava tentando rachar os partidos de oposição. Ele lembrou, inclusive, que os ex-presidentes Fernando Henrique e José Sarney se reuniram com a oposição, num gesto considerado positivo. Além de ACM e Siqueira Campos, participaram do jantar os senadores Cesar Borges (PFL-BA), Rodolpho Tourinho (PFL-BA), Edison Lobão (PFL-MA), Roseana Sarney (PFL-MA) e João Ribeiro (PFL-TO). Da parte do governo, os ministros da Casa Civil; José Dirceu, e da Coordenação Política, Aldo Rebelo. Rebelo ressaltou a importância do encontro para a discussão de assuntos de interesse do País. ACM: "Vamos apoiar as matérias que mereçam ser apoiadas"O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) disse nesta madrugada, depois de jantar, que não foi formalizado nenhum acordo com o governo em torno da aprovação dos projetos em discussão no Senado. "Vamos apoiar as matérias que acharmos que mereçam ser apoiadas", disse o ACM. Ele adiantou que, se modificado, seu grupo político apoiará o projeto das PPPs e que o interlocutor junto ao governo para discutir alterações será o senador Rodolpho Tourinho (PFL-BA).Juntamente José Dirceu, ACM articulou o jantar de ontem com Lula. "Vejo esse diálogo como indispensável para o País, e vamos defender o que é bom para o País", completou o senador baiano, saiu satisfeito do encontro. Ele levou para o jantar o senador César Borges (PFL-BA), que disputa a prefeitura de Salvador, concorrendo com o PT. Lula não se intimidou em posar ao lado de César Borges e foram, inclusive, conversando para a sessão de fotos nos jardins da residência de José Dirceu, onde foi realizado o jantar. "O PT de Salvador não vai gostar nada disso", comentou um senador do PFL que estava presente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.