Lula pede a Cunha Lima para cobrar senadores

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou a ofensiva entre os governadores do PSDB para aprovar a prorrogação da CPMF até 2011. Em conversa com o governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima, Lula fez um apelo para que tente convencer os senadores. "É preciso que os governadores encontrem um mecanismo de diálogo com o partido", disse o tucano.A pressão foi criticada pelo senador Tasso Jereissati (CE). "O maior erro do presidente Lula é tentar dividir e cooptar isoladamente os governadores. Cada vez que faz isso aumenta a nossa reação", afirmou.Linha auxiliar do Palácio do Planalto em defesa da prorrogação da CPMF, o presidente interino do Senado, Tião Viana (PT-AC), diz que Lula enfrenta um momento difícil, não pelo assédio aos governadores tucanos, mas porque a oposição é competente. "Mas o governo também o é", completou.Para Viana, o governo caminha para conseguir os votos necessários para a prorrogação do imposto do cheque. Ainda se guiando pelo calendário que estabeleceu, o presidente interino do Senado tentou reduzir a importância das defecções na base, como o afastamento dos seis senadores do PTB do bloco governista, e da resistência do PSDB em votar pela manutenção da CPMF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.