Lula pede a Chinaglia empenho para aprovar projetos do PAC

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta terça-feira, 27, ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, empenho para acelerar a votação dos projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do combate à violência, segundo assessores da presidência. Na última segunda-feira, Chinaglia informou que as votações das medidas do PAC não devem ocorrer nos próximos 15 dias. As MPs do programa entraram na pauta de votações esta semana, mas só começam a trancar a pauta da Câmara no próximo dia 19 de março. As medidas receberam mais de 700 emendas de parlamentares, sugerindo alterações nas propostas enviadas pelo Planalto. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) - anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 22 de janeiro deste ano - prevê investimentos de R$ 503,9 bilhões até 2010 em infra-estrutura: estradas, portos, aeroportos, energia, habitação e saneamento. O objetivo é destravar a economia e garantir a meta de crescimento de 5%. Lula pretende discutir a questão da segurança pública na próxima reunião com os governadores no dia 6 de março. A segurança também foi o assunto discutido na reunião de coordenação política na manhã desta terça-feira, 27.Ao contrário dos outros dias, o presidente, segundo assessores, gastou menos tempo de sua agenda para tratar de mudanças no Ministério. O encontro com o PT para definir a situação de Marta Suplicy, a ex-prefeita de São Paulo, só deve ocorrer na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.