Lula pede a Bush empenho pessoal para finalizar Rodada de Doha

O presidente Luiz Inácio Lula daSilva pediu ao presidente dos Estados Unidos George W. Bush seuempenho pessoal para a conclusão da Rodada Doha de livrecomércio, disse o porta-voz do Planalto, Marcelo Baumbach. Em telefonema de 20 minutos na tarde desta terça-feira,Lula disse a Bush que nas conversas que o chanceler brasileiroCelso Amorim teve no Fórum Mundial, em Davos, semana passada,foi possível perceber um novo ímpeto para a conclusão rápida daRodada de Doha. "Lula pediu a Bush o esforço dos Estados Unidos no sentidode acelerar essa conclusão", disse o porta-voz. Os dois líderes não tocaram nas diferenças que opõem ospaíses mais industrializados aos países em desenvolvimento nasnegociações comerciais. Lula relatou sua conversa telefônica com o premiê britânicoGordon Brown, semana passada, quando também tratou da Rodada deDoha e propôs a Bush uma reunião em abril, na Europa. Lulahavia sugerido a Brown uma reunião de líderes que pudesse iralém dos impasses técnicos para acelerar o processo. Em abril,Lula irá a Londres para uma conferência sobre governançacorporativa. "Bush disse que irá a Romênia em abril e que está abertopara tornar possível o encontro com Lula na Europa", contouBaumbach. Segundo o porta-voz, Lula também pediu a Bush que recebesseos líderes do Fórum Empresarial Brasil-EUA, em março. Lula teveencontro com o Fórum em novembro de 2007 "para discutir acontribuição privada no fortalecimento das relaçõesbilaterais". "Bush pediu mais detalhes técnicos sobre o encontro e vaianalisar a possibilidade de receber os empresários", disseBaumbach em áudio divulgado pelo site da Presidência daRepública. O presidente brasileiro também falou de sua visita aBolívia em dezembro passado e pediu a Bush a prorrogação doATPDEA, uma lei de promoção comercial e de erradicação dedrogas que confere benefícios tributários aos países andinos. "Lula disse que esta lei é responsável por 80 mil empregosna Bolívia, grande parte ocupado por mulheres arrimos defamília", disse Baumbach. "Bush declarou que está de mente aberta, mas afirmou que aextensão do ato não depende apenas dele, mas passa peloCongresso", acrescentou o porta-voz. Lula ainda disse a Bush que está enviando uma carta parareiterar o convite para a conferência sobre biocombustíveis,nos dias 20 e 21 de novembro, em São Paulo. O evento seráimediatamente antes da conferência da Apec (CooperaçãoÁsia-Pacífico), em Lima, a qual Bush irá comparecer. O presidente norte-americano não descartou sua participaçãona conferência de biocombustíveis, já que estará na América doSul, afirmou Baumbach. (Reportagem de Mair Pena Neto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.