Lula passeia em Toledo antes de encontro com Zapatero

Em seu primeiro dia na Espanha, o presidente Luiz Inácio da Silva fugiu da imprensa para passear em Toledo, cidade histórica a cerca de 60 quilômetros de Madri. Na visita, de cerca de uma hora, o presidente andou pelas ruas da cidade, visitou a catedral, construída em 1226, e a igreja de São Tomé - antes de encontrar-se com o primeiro-ministro espanhol, José Luis Zapatero, para um almoço privado. O almoço com Zapatero estava previsto na agenda do presidente, mas os repórteres foram informados de que seria privado e não poderiam ter acesso à fazenda de Quintos de Mora, a casa de campo do governo espanhol onde aconteceria o encontro, e nem mesmo à entrada do local. O transporte foi liberado apenas aos fotógrafos e cinegrafistas, que também não foram informados do passeio turístico do presidente e foram levados diretamente para a fazenda. Enquanto repórteres não conseguiam chegar a Toledo e não tinham nenhuma informação sobre a agenda do presidente, os fotógrafos ficavam presos pelo cerimonial na fazenda, para onde foram levados apenas para fazer o início do encontro e os cumprimentos entre Lula e Zapatero. Já o presidente foi levado de trem para a cidade para visitar alguns pontos turísticos, acompanhado de dona Marisa.Aparentando bom humor, depois da irritação que demonstrou no dia anterior, ainda na Noruega, o presidente deixou o hotel Westin Palace, onde está hospedado, no final da manhã. Prometeu conversar com os jornalistas brasileiros no final da tarde e comentou que iria almoçar com Zapatero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.