Lula passará metade do mês viajando

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai passar metade do mês de agosto fora de Brasília, visitando seis países e dez cidades brasileiras. Embora refute ilações de que suas viagens são vinculadas às eleições municipais, já que participará de inaugurações a obras e visitas a cidades administradas por aliados, o presidente avisou a interlocutores que não deixará de cumprir sua agenda por causa da proximidade das eleições municipais. Hoje, o presidente estará em São Paulo, na abertura da Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade, no Memorial da América Latina. Ele embarcou com atraso, às 9h10, da Base Aérea de Brasília. No início da tarde embarcará para Salvador (BA), onde visitará a Fazenda do Menor, em Feira de Santana. O presidente fará uma maratona no Acre e em Rondônia, na quarta-feira. Ele vai à fronteira do Brasil com a Bolívia, inaugurar a ponte da Amizade entre os dois países, em companhia do presidente daquele país, Carlos Mesa, ligando Cobija, na Bolívia, a Brasiléia, no Acre. De lá, Lula embarcará de helicóptero para Assis Brasil, para lançar a pedra fundamental de uma outra ponte, ligando o Brasil ao Peru, com seu colega peruano, Alejandro Toledo. A terceira etapa da viagem de Lula na quarta-feira será em Ji-Paraná, Rondônia, a 350 quilômetros de Porto Velho. O presidente vai visitar um assentamento do Incra em Nova União, a 70 quilômetros da cidade, regressando, em seguida, para Brasília. No dia 13 de agosto, Lula embarcará para Assunção, no Paraguai, para a cerimônia de instalação do tribunal do Mercosul. Dia 15 domingo, o presidente vai para a República Domincana, onde ficará três dias. Vai assistir à posse do novo presidente daquele país, marcada para o dia 16 e, no dia 17, participará de reunião com os presidentes da América Latina e do Caribe. O ponto alto de suas viagens internacionais deste mês será no dia seguinte, dia 18: Lula estará no Haiti, onde visitará o alojamento das tropas brasileiras naquele país, pela manhã e, à tarde, assistirá ao jogo de futebol entre a seleção dos dois países, com a presença de todos os craques brasileiros. De volta ao Brasil, no dia 21 de agosto, Lula vai a Gramado e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para a instalação da Agência Nacional de Cinema e Audiovisual, que tem sido alvo de grandes críticas pela classe artística. Entre 23 e 25 de agosto Lula embarcará novamente para o exterior. Estará cumprindo uma agenda de trabalho em Santiago do Chile e depois seguirá para Quito, no Equador, para uma visita de Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.